Seis Anos Sem Clodovil Hernandes

16/08/2015

 

Clodovil Hernandes Nasceu em 17 de junho de 1937  em Elisiário ,  interior de São Paulo. Foi adotado por um casal de imigrantes espanhóis (Domingo Hernández e Isabel Sánchez) e nunca conheceu seus pais biológicos .

 

Estudou  em um colégio interno de padres católicos e falava francês e castelhano, além do português.

 

Começou sua carreira nos anos 50, mas tornou-se conhecido na década de 60.

 

Seus primeiros croquis , foram vendidos para a loja Florence Modas e ao longo da carreira passou pelas boutiques Scarlett, onde também trabalhou Dener Pamplona de Abreu com quem tinha uma suposta rivalidade.

 

Seus modelos eram os mais disputados por socialites e celebridades. Inclusive, ganhou o prêmio Agulhas de Ouro, o mais cobiçado no mundo da moda brasileira.   

 

Tinha um ateliê badaladíssimo de alta costura  em São Paulo, na Oscar Freire, onde recebia celebridades nacionais e internacionais. Suas maiores clientes eram: Cacilda Becker, Elis Regina e as famílias Diniz.

 

Participou de programas na televisão e virou apresentador nos anos 80. Passou pela  Rede Globo, Rede Tv (antiga Manchete), Gazeta e posteriormente  TVJB .

 

Mesmo tornando-se apresentador, nunca abandonou seu ateliê de Alta Costura, muito pelo contrário! Ele trouxe todo o seu requinte, seu talento e seu amor pela moda, para dentro do seu programa . Tinha  muito orgulho em  dizer que,  amava ensinar as donas de casa (que eram telespectadoras assíduas do seu programa) a respeito de moda, culinária e principalmente , sobre comportamento, para que elas pudessem aplicar tudo isso no lar, para serem melhores  esposas, mães e sobre tudo , mulheres dignas e especiais.

 

Posteriormente,tornou-se ator e fez shows em casas noturnas, além de elogiado e premiado como figurinista de teatro.

 

Clodovil, com seu jeito autêntico, ousado e sincero, conquistou a muitos no ramo da moda e é claro, teve inúmeros desafetos também.

 

Com todos esses atributos, em 2006 ingressou na política , sendo o terceiro deputado federal mais votado de São Paulo .Gastou quase R$200 mil do próprio bolso reformando seu gabinete  dizendo que só sabia viver no meio da beleza.

 

Entre todas as peças de decoração, tinha uma em especial que ele amava! Era  uma escultura de uma cobra naja, chamada Marta,que apoiava sua mesa.

 

No dia 16 de março de 2009, ele  sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) e foi encontrado caído ao lado da cama . Foi submetido a exames e drenagem do sangue, sofreu uma parada cardiorrespiratória, que foi revertida , porém, houve piora do quadro. No mesmo dia, o hospital Santa Lúcia, em Brasília, anunciou a morte cerebral de Clodovil Hernandes.

 

 

 

Algumas frases famosas e irreverentes de Clodovil

 

“Não sou incauto como o presidente, que chegou ignorante ao poder e misturou álcool a isso tudo.” 

 

“Não me importo com o que falam pelas minhas costas. Meu traseiro não tem ouvido.” 

 

“Não. Não tenho honra de ser homossexual e nem orgulho gay. Tenho honra de ser quem sou. E só permito esse assunto com Deus. Se você for analisar pelo lado dos direitos das pessoas, tudo bem. Agora essa palhaçada de ir para a igreja de terno branco, isso é o fim do mundo, querido, não existe.

 

“Maligno é o que se passa em Brasília. Aquilo é pior do que um câncer.”

 

 “Não sou incauto como o presidente, que chegou ignorante ao poder e misturou álcool a isso tudo.” 

 

Siga, Instituto Clodovil Hernandes no Facebook.

https://www.facebook.com/pages/Instituto-Clodovil-Hernandes-p%C3%A1gina-oficial/126183517457880?fref=ts

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload