Entrevista com DJ Akeen

22/11/2015

 

Foi um prazer bater um papo com o querido DJ Akeen, amado e respeitado pelo público de todos os segmentos musicais , em especial , aos amantes do bom e velho Flash back e Flash house .

 

Ele foi inclusive meu professor na renomada Fieldzz , liderada na época pelo DJ Iraí Campos.

 

Confiram!!

 

 

Quando e como  iniciou sua trajetória musical?

 

R: Desde os quatro ou cinco anos já adorava música... incrível, não é? A música sempre esteve presente em minha vida. Aos dez anos já  tocava nos bailinhos em festinhas de família e também no colégio onde eu estudava.

 

 

Teve incentivo de familiares e amigos?

 

R: Meus pais gostavam  de todos os gêneros musicais e isso me abriu a mente para que eu conhecesse vários estilos. Quando eu não conhecia , parava para ouvir e por diversas  vezes me identificava com o som. Fui ouvindo cada vez mais diversos segmentos e adquirindo  conhecimento musical  com o que na verdade nem era da minha época.

 

 

Houveram artistas que o inspiraram na época?

 

R: Muitos...cresci ouvindo Stevie Wonder,Michael Jackson,Marvin Gaye, The Classics IV, Tim Maia , Jorge Ben, Harry Belafont, Elvis Presley…enfim, foram inúmeros!

 

 

De onde surgiu o nome Dj Akeen?

 

R: Quem me apelidou foi o Marcelo 2 da Bone Do Dynamic Duo ( Produtor monstro da década de 80 com seu parceiro Alexandre) . Eu usava  na época o nome Dj Mark (pasmem) , ele dizia ser um nome muito americanizado e me perguntou o que eu achava de um nome parecido com o de  um rapper que eu curtia , que era o  Rakim ( Eric B & Rakim - Paid in Full ), soava melhor. Enfim.. gostei da idéia , aceitei e aqui estou!

 

 

Você passou por inúmeras casas noturnas. Quais foram as  que mais deram  visibilidade ao seu trabalho em sua opinião?

 

R: Vou falar de todos os lugares, desde os primórdios ..(risos).

 

Comecei em  eventos familiares, depois  toquei em várias casas noturnas de SP e do Brasil, pois trabalhava na Fieldzz e tínhamos um time de DJs que representava a DJ Shopping.  

 

Na época ganhava-se em dólar e até preferi não ser residente.

 

Os lugares por onde passei foram: Equipe JBM Music , Mix Masters ,Black Star, Ball Halls, Fenda , Lanterna (que foi um lar, onde me tornei residente),foram diversos projetos em muitas casas, inclusive na Broadway , por um breve período e Mary Pop, a última   residência.

 

 

Conte um pouco sobre sua história na Fieldzz , sua relação com o DJ Iraí Campos e o que significou para você esse trabalho.

 

R: Eu já era DJ, entrei na Fieldzz para ser Office Boy.  Tinha vinte e um anos, mas emprego na época estava bem complicado e eu precisava trabalhar.Foi difícil entender a cabeça do Iraí, pois ele sempre foi genioso.

 

Porém, depois que você entendia o  raciocínio dele, era como se tivesse ganhado na loteria. Sempre foi honroso como patrão e lógico que aprendi muito com ele e com todos que frequentavam lá.Era uma escola de verdade e virei professor muito rápido. Tive uns toques do Alex Hunt e fui operar o estúdio anos depois.  

 

Fui técnico, professor, remixer e tudo mais.

 

 

Quando surgiu a Rhythm Áudio Produções? Fale sobre seu trabalho lá e sobre o que a escola oferece.

 

R: Sempre curti lecionar e sonhava em ter meu próprio espaço. Já estava quase saindo da  Fieldzz e meu amigo e compadre Jean Fábio também  estava saindo do seu trabalho.  Foi aí que resolvemos montar uma sociedade , que durou dez anos.

 

Jean acabou saindo, a amizade perdura e meu sócio atualmente é o Rafael Bonini. A escola oferece cursos de  DJ, produção musical com o  DJ Reinaldo Oliveira ( Bruxxo) e Curso de  edição e mixagem em vídeo com Anderson Thomé .

 

 

De todos os  alunos que você recebeu , existe algum que se  tornou celebridade no mundo musical?

 

R: Muita gente fez curso , vou citar alguns ...Michel Pallazo, Rafael Yapudjan, Demetrio Fonseca,  Murphy ( Dei uns toques de mixagem e meu aluno acabou sendo professor dele) Dazoo , André Ponciano, Monika Leão ,Sandra Bull, enfim.. foram vinte e cinco anos lecionando! Me perdoem molecada, Akeen loves you!

 

 

Como era a época  mágica dos campeonatos de DJs de um modo geral e quais os que você participou?

 

R: Eu participei apenas de campeonatos regionais. O primeiro foi o da Curto Circuito, onde eu   jamais ganharia ! Era patrocinado pela  DJ Shopping e “Já tinham cantado a bola” . Resultado,  tomei todas e zoei  no microfone ...(risos). Na verdade eu nem bebia ,foi sapão e micão total!!

 

No Mesmo ano, fui para Asuncion com o  DJ Cuca e fiquei em segundo  lugar no campeonato de performance  Sul americano.  Eu não tinha nem toca discos para treinar!!

 

Eu dei preferência para discotecar nas festas e casas noturnas e usar performance moderadamente  nas mixagens..( risos)

 

 

Como iniciaram seus trabalhos em emissoras de rádio e quais foram as principais até o momento?

 

R: Passei pela Nova FM Record, Jovem Pan, Transamérica, Rádio Pool FM , Opus 95,3 Manchete , Metropolitana, Alpha FM e atualmente  Energia 97 , Transamérica Light e Rádio Pool  Web.

 

 

Quem teve  a ideia de criar o  quadro DR Sample ?

 

R: A ideia surgiu de um papo entre eu e o Silvio Ribeiro,  (locutor da 97 FM),dentro do  programa Energia na Véia. Eu tinha tocado ( Hung Up)  da Madonna , e disse que era  Sample do ABBA.

 

Ele perguntou: Porque você não mostra a original e a atual na semana que vem?  Foi o que eu fiz, mas achei que ficou muito sem sal. Na semana seguinte, reconstruí uma música e foi onde  “ a casa caiu” ! Começava então o quadro  Dr Sample, mas a idéia foi do Silvio.

 

 

Você é um dos DJ´S que fizeram  parte da época mágica dos anos 80 e 90 e além disso,   também realiza eventos de Flash Back e Flash House .Como é trazer todos os sucessos que fizeram história naquela época, aos dias de hoje? É a mesma vibe em relação ao público?

 

R: É Indescritível ,resgatamos hoje o que um dia era lançamento!

 

O mais engraçado é que eu tocava atualidades, e um dia o Pagani  me chamou para fazer um programa  que não tinha DJ e que ninguém ligava muito.Foi trabalho de “ formiga”.

 

É um privilégio poder fazer parte e ser um precursor de toda essa história.

 A cada festa, independente do tamanho, a energia é diferente e sempre especial .

 

Falo isso porque atualmente tenho meu projeto, o Acústica  e tento dar a maior qualidade e positividade para as pessoas com muita música boa.

 

 

Que carreira você trilharia , se não fosse DJ, produtor e apresentador?

 

R: Seria cantor ou cozinheiro, pois adoro cozinhar.

 

 

Quais são seus projetos atualmente e quais os planos para o futuro?

 

Quero terminar de montar meu estúdio e tocar no exterior  no ano que vem.

Tudo indica que está muito  próximo, se Deus quiser ..( risos).

 

 

 

 Daria alguma dica para quem deseja se tornar um DJ?

 

R: Estude, conheça a profissão, ouça músicas de todos os segmentos musicais e de todas as épocas,conheça  os equipamentos do passado e os atuais. Principalmente,  Saiba o que é um toca discos! Se tocar com  MP3 ou qualquer outro formato,baixe músicas com boa qualidade musical .

 

Se tentarem te desmotivar, siga seu coração, e se um dia chegar lá, agradeça!

 

Cobre pelo seu trabalho. Ser DJ é como qualquer outra profissão, ao sair de casa para tocar, já gera custo, não se humilhe! Foco na pista, não seja arrogante, você nunca será melhor  do que ninguém. Acredite no seu público ,ele é o maior feedback.

 

Ser DJ é amar a profissão, não é moda .Se Possível, faça cursos com didática diferenciada ! Jamais critique os DJs mais velhos, pois eles lutaram arduamente para que você tivesse tudo o que existe hoje .

Bom ou ruim , hoje você sabe o que ser um DJ.

 Portanto, mãos á obra e fé.. abraços!.

 

Agradeço a credibilidade que as pessoas (público e contratantes em geral) dão ao meu trabalho e pelo carinho de sempre. 

 

O DJ Akeen existe graças a vocês que curtem meu som!

 

 

 

                                                                                                                 Apresentação no HSBC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                                                         Fotos de alguns trabalhos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload