Entrevista com DJ Mitchu, o primeiro DJ Gospel do Brasil!

06/12/2015

 

Conversei com o Rodrigo Laffitte ( Dj Mitchu ), o primeiro DJ Gospel do Brasil!

 

Confiram!

 

 

 

 

 

Qual a profissão  que você exercia antes de ser músico ? 

 

 R: Eu era Locutor de Rádio.

 

 


Você  foi precursor como Dj no meio Gospel. Como tudo começou?

 

R:Tudo começou em 1993 quando entrei para a vida cristã, abrindo mão de valores seculares ( mundanos ) minhas atitudes, pensamentos, ações todos sofreram uma mudança radical.

 

Encontrei um sentido para a minha vida, um objetivo a seguir pelo resto de tempo.

 

Com isso surgiram as oportunidades de expor meus talentos, um deles foi com a música, pois desde criança eu gostava das caixas de som, ouvia elas em volume alto e curtia muito o som grave. eu achava aquilo o máximo, me preenchia eu sentia a vibração no meu peito.

 

Em 1993 comecei a trabalhar com a música gospel, nunca deixei de ouvir as rádios comuns com músicas comuns mas as gospel me davam algo a mais, um prazer imenso em sentir Deus tão perto pela letra que elas tinham.

 

Toquei em uma festa com bandas, lembro que levei meus cd´s ainda nas suas caixinhas com uma torre para arruma-los. O público então curtiu bastante e na segunda festa eu ja era chamado de DJ.

 

Na época foi muito dificil porque eu estaria trazendo o mundo para a igreja, mas pelo contrário, eu estava tirando o jovem salvo da perdição. Davi dançou né? Porque não podemos? 

 


 

Existiu preconceito das igrejas em relação ao seu trabalho ?

 

R: Demais, na época em meados de 1993 e 1998 eu recebia ameaças de pastores, meus e-mails diariamente continham palavras de maldição, reprovação e perseguição, li alguns e quando recebia mais, comecei a parar de ler.

 

Sabe, quando damos crédito ao susto, medo e pavor, deixamos de andar e eu estando certo e dando frutos de meu empenho, porque parar? Meu prazer era ver os jovens entrando na igreja e conhecendo a música gospel... Mas que estilo?  Eletronica,  Forró,  Sertanejo, e tantos outros estilos que eu tocava e ainda toco.  


 

Quais os principais trabalhos que você realizou no meio Gospel?

 

R: Além das festas grandes com mais de 6.000 pessoas participando, toquei em trio elétrico na Marcha para Jesus, toquei em Salvador para mais de 50 mil pessoas no SOS da vida, em SP para o SOS da vida também, mixei sets de house  para rádios gospel, trabalhei em TV no programa Clip Gospel Show, com a Fernanda Hernandes hoje Bispa da Renascer e para o Marcelo Aguiar hoje Deputado Federal, foquei meu trabalho para festas sociais e empresariais e abri uma empresa com o objetivo de levar o trabalho gospel para estes meios.   

 

Você também  toca em eventos corporativos  Qual a diferença entre o evento Gospel para os demais? 

 

R: O gospel é gospel, 100%, com todos os estilos imagináveis, pois busco sempre novidades e faço um filtro para tocar somente as melhores. Diigamos, assim ajudo a lançar a música e ganho dos produtores e intérpretes os seus cd´s (risos).

 

A festa corporativa também tem música gospel, mas com menos diversidade de estilos, ambas me agradam porque posso tocar o que gosto e agradar a todos . 

 

Como começou seu trabalho no Rádio e na TV?

 

R: Nossa, começou cedo! Em casa eu usava um vidro de maionese e um microfone colado com fita crepe, aquela de plástico bege. 

 

Em meados de 1994,Levei uma fita k7 para o Luciano Manga que era da Rádio Gospel FM, gostaram e me chamaram para ajudar na rádio, as vezes eu dormia no chão da emissora tamanho era o meu amor pelo que eu fazia, só pra nao precisar ir pra casa descansar. lembro que tinha um ar condicionado mega gelado mas eu não ligava pra isso, descansava feliz... pois amava estar na rádio.

 

Anos depois eu viajava para Jundiaí de final de Semana, lembro que o Tid e o Duda Baguera me pediram para gerenciar a rádio, cuidar dela e morar lá em Jundiaí... Orei a respeito e neguei, pois nao queria enterrar meus talentos com as festas para os jovens das igrejas e clubes.

 

Viajei para Jundiai todo final de semana, ganhei curso de locução comecei a gravar vinhetas e treinar mais em casa, uma noite de madrugada o Duda Baguera me falou: Mitchu, sempre grave sua locução na rádio e  ouça-se, esta é a melhor aula para aprimorar seu talento. Foi o que sempre fiz!

 

Entrei na TV em 2004 para substituir um DJ que teria saído depois de acho um mês de trabalho, pois não se adaptou... Prato cheio pra mim que sonhava com aquele momento.

 

Foram anos de amor pelo trabalho na tv, DJ do programa CliP Gospel Show, sonoplasta, operador de áudio e por uns 3 meses produtor. Foi então que tirei meu DRT de produtor e sonoplasta.

 

Saí do Clip e fui trabalhar produzindo os programas da Universal, fiquei lá quase dois anos e meio quando entrei na RIT para ocupar a vaga de produtor de um programa de saúde o Consulta ao Doutor.

 

Me mudei para Blumenau e tive que me despedir dessa vida televisiva, pois traria para Santa catarina este trabalho tão empenhado de DJ Gospel e deu certo.

  


Como era sua a relação com a Bispa Sonia e o Apóstolo  Esteves?

 

R: Era de muita reciprocidade, a Bispa Sonia na verdade, tem um papel importante na minha vida.

Eu estava prestes a me jogar do 12 andar do meu apartamento, tamanho era meu desgosto pelos problemas, Foi quando ouvi suas palavras pela TV , dizendo:  "SÁI DA ONDE VOCÊ ESTÁ  E ENTREGA O TEU CAMINHO A CRISTO, CONFIA NELE E O MAIS ELE FARÁ...."

 

Saí da janela e a partir daquele momento,comecei a caminhar com Jesus.

 

Já o Estevam, marcou minha vida em uma noite de ministração em que ele falava do S.O.S da vida, show para jovens, mega eventos e vi em minha mente uma balada para jovens com iluminação das quais somente hoje vemos, mas em 1993 nem existia.

 

Enfim, gosto muito deles, sempre gostei!


 

Quais são seus projetos  atualmente ? 

 

R: Estou tentando entrar para a TV novamente mas em Blumenau a coisa é menor, tem menos espaço e os programas são mais jornalísticos,  as retransmissoras tem pouco programa local, são poucas as rádios gospel e só tocam louvores. Meu sonho é tocar a variedade que tenho para que o grande público conheça .

 

Exponho meu trabalho em feiras de casamentos, destacando meu trabalho gospel e a cada dia ganhando mais credibilidade com eventos corporativos e sociais.

 

Quais são seus planos para o futuro? 

 

R: Difícil responder (risos), quero ser melhor que ontem, me superar, ter meus planos realizados e agradar a maioria, tocar muitos anos ainda e buscar o aperfeiçoamento sempre.

 

Gostaria de deixar um recado especial a alguém  que te apoiou no início  ou a seus clientes e amigos no geral? 

 

R: Sim... Nunca desista de seus sonhos, eu comecei este sonho sozinho, Deus me mostrou como começar e como manter, um amigo chamado Rodrigo dividiu comigo o seu desejo de me ver vencer e me motivou a continuar, quando tentei parar, Deus mandou um monte de eventos, estratégias, formas de ganhar vidas para ELE.

J

á pensei em desistir pelo cansaço, pela falta de tempo, mas sempre foquei meus objetivos e consegui vencer as fases.

 

Obrigado a todos que me apoiaram um dia, aos que tentaram me tirar de seus caminhos para crescerem, para os que falaram do meu projeto, para todos que tentaram sem sucesso me fazer parar, digo isso sem ironia, pois o maior incentivo para continuar foram aqueles que tentaram me parar, me mostrando que posso, vou e consigo.

 

 

                                                                                                 

                                                                                            Evento Gospel de música eletrônica na igreja Sara Nossa Terra

 

 

 

                                                                                                                       

                                                                                                       Fotos de alguns trabalhos:

 

 

 

 

 

Please reload