Dj Patife fala sobre seu amor pela música e os 25 anos de estrada!

04/02/2016

 

 

 

  

 

 

Wagner Ribeiro de Souza, conhecido como DJPatife, nasceu em São Paulo, e é um dos precursores do Drum Bass no Brasil.

 

Conquistou o país e o mundo com seu profissionalismo indiscutível , sua  paixão e  respeito pela música e para com os milhares de amantes do D&B , que o seguem  por toda parte .

 

Ele completa “ Vinte e Cinco anos “ como DJ , e nada melhor do que conhecer a fundo  a história desse profissional  maravilhoso, com carisma e humildade de sobra !

 

                                                                                         Let´s Go!!!

 

 

 

 

De onde surgiu o apelido DJ Patife?

 

R: Eu tinha 11 anos, e um amigo da mesma rua tinha o costume de tratar todos como “Patife”.

Na época, andávamos de skate, carrinho de rolemã e eu era aquele que mais caía, descia a ladeira sentado no skate e no mesmo período vivia nas festinhas tocando minha fitas K-7. Então, fui um prato cheio para o apelido colar em mim, principalmente porque não gostava que me chamassem assim.

 

 

 

Quais os DJs que o inspiraram musicalmente  na época  ?

 

R: Kl jay, DJ Hum, Iraí Campos, Ricardo Guedes & Tibor.

 

 

 

 

A primeira oportunidade para um DJ iniciante é sempre muito difícil. Sua primeira residência foi no  Arena  Music Hall . Como foi e quais foram as pessoas que o apoiaram?

 

R: Fui frequentador semanal do Arena e fã de carteirinha do Tibor, que era o DJ residente lá. No ano de 1995, uma amiga do bairro começou a namorar com o DJ que entrou no lugar do Tibor quando ele saiu de lá. Certo dia, essa amiga levou o Décio Foca em minha casa para ver os discos e bater papo. Um tempo depois, rolou um DJ’s Party na Arena, fui com o Koloral que tocaria e chegando lá o Décio e o Wagner Araújo, que eram os residentes me proporcionaram “Os vinte minutos da minha vida”. Toquei e o dono logo após eu terminar, me chamou no escritório e fechamos um acordo para eu tocar lá. Foram quase quatro anos de residência após esse dia.

 

 

 

 

Você passou por diversas casas noturnas e participou de diversos projetos  e festivais de música eletrônica nacionais e internacionais . Quais foram os que visibilizaram mais seu trabalho, em sua opinião?

 

R: O Levis Live quando abri o show dos  Chemical  Brothers, as edições do Skol Beats, um projeto chamado Claro & DJ Patife na estrada, com um ônibus que viaja o Brasil onde tínhamos também uma carreta que transportava todo o equipamento e fazíamos os shows em praias, ruas e praças em diversas cidades do Brasil e o primeiro trio elétrico só com DJ  em Salvador no carnaval de 2006 comigo, Marky & Fat Boy Slim. E claro, o reconhecimento internacional é que foi a porta de entrada para tudo rolar aqui no Brasil.

 

 

 

Acha que a cena ” Drum N' Bass” é valorizada no Brasil? E internacionalmente?

 

R: O Brasil é regido pela moda. Então, aqui se cultua e explora até o fim o que está em evidência e não foi diferente com o D&B.

Hoje há uma cena pequena ,porém, consistente e que mantém a chama viva.

Lá fora é estabilizada e cresce sempre.

 

 

 

Você produziu  álbuns  que estouraram em vendas  entre  os amantes da E – Music . Dentre esses  trabalhos , houve algum que você mais gostou de fazer?

 

R: Meu primeiro CD mixado, o “Sounds of Drum N Bass", é meu bebê. É tão bom ouvir esse disco 16 anos depois e sentir como ainda soa novo. O Na Estrada também foi um marco, pois nesse tive a chance de reunir músicos, compositores, cantores e gente que admiro e senti realmente o que era produzir um disco.

 

 

 

Em 2003 você  ganhou o prêmio de melhor videoclipe de música eletrônica  o “ Sambassim” (produzido juntamente com Fernanda Porto) no MTV Music Awards Brasil. Como foi para você esse momento?

 

R: Esse prêmio até hoje reconheço como mérito dos diretores e produtores do clipe e não meu. Mas, ainda sim foi importante para todos envolvidos e é bom o reconhecimento.

 

 

 

Quem são seus parceiros na cena atualmente?

 

R: Quase todos que estão por aí: Human Factor, DJ Chap , Andrezz , Unreal , Level 2, Dogface , Critycal Dub , Marky , David WS , Cleveland Watkiss , Stamina MC , L-Side , Ramilson Maia , Mad Zoo (Os guerreiros de sempre).

 

 

 

Qual foi o momento mais emocionante de sua carreira e qual foi o pior?

 

R: É muito difícil apontar um único bom momento , pois foram muitos. O carnaval de 2006 com Marky & Fat Boy Slim no trio elétrico em Salvador, foi magnífico. O pior é o desrespeito quando se está tocando e tentando levar algo novo para as pessoas, a falsidade , intriga e mentira que as vezes é disseminada no meio, é uma das piores coisas que por vezes rola no cenário. Isso também faz parte e ensina muito.

 

 

 

 

São 25 anos de carreira!  Como você explica tanto tempo em destaque e o reconhecimento do público na cena  musical nacional e internacional ?

 

R: Acredito ser o amor a música, respeito, carinho que tenho para com tudo isso. A dedicação e constante busca por aprimoramento e rompimento de novas barreiras deve  ajudar muito também, pois ainda há muito que se conquistar, ainda há muitas pessoas e lugares que precisamos levar nosso som.

Como diz Thaíde: “Vamo que vamo ,que o som não pode parar”.

 

 

 

 

 Atualmente, quais são seus trabalhos e quais os planos para o futuro?

 

R: Não sou muito bom em falar do futuro, mas tenho o projeto de um novo disco. No verão Europeu 2016 , estarei lá colocando o povo para sacudir, e meu selo Bahtekum Records , esse ano irá lançar música com mais frequência.

 

 

 

Qual a super dica que você daria  para os DJs iniciantes “Chegarem” lá?

 

R: Seja diferente, autêntico, ousado e respeite sempre tudo e a todos. Ame a música e o que faz. Ouça as opiniões, porém, tenha em primeiro lugar suas próprias. Traga algo novo, que soa diferente e não copie o que já existe. Assim, as chances de você conseguir um lugar ao sol são bem maiores

 

 

                                                             

                                         Relembre alguns dos maiores sucessos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                              Siga nas Redes Sociais:

 

 

https://pt-br.facebook.com/Dj-Patife-143617135667165/

https://soundcloud.com/djpatife

https://www.mixcloud.com/PatifeDJ/

https://twitter.com/djpatife

https://myspace.com/djpatife

Please reload