Entrevista com O DJ Smurff

21/06/2016

 

 

 

Costumo dizer que , o Brasil é um país complicadíssimo em todos os aspectos, mas em relação à música eletrônica, está muito bem servido!

 

É com muito  prazer , que recebo por  aqui , um dos DJs de Drum N Bass mais queridos, carismáticos , talentosos e criativos da cena eletrônica, que após um longo período longe da cabine, finalmente voltou e dessa vez, para ficar!

 

Seja bem vindo, DJ Smurff

 

 

 

 

 

Você é um dos profissionais mais bem conceituados da cena eletrônica, em relação a feeling e técnica musical e principalmente, pela simpatia que tem para  com o público que sempre  o prestigia nas festas. Como foi seu inicio como DJ?

 

R:  Lembro como se fosse hoje, quando comecei a fazer minhas primeiras viradas. Foi o tempo em que conheci o DJ Tikko.

Nessa época,  eu nem pensava em ser DJ e nunca imaginava onde iria chegar.

Um belo dia ele me disse:  “Você gostaria de aprender a tocar?”, aceitei o convite na hora e ele me ensinou tudo o que sei.

 

A minha  primeira virada foi nos famosos “Piratinhas”,  uma das músicas era  do Sneaker Pimps – Spin Spin Sugar com Armand Van Helden – Cookie Monster.

 

 Pense em uma pessoa que ficou feliz!

 

A partir desse dia, eu sempre ia até a  casa dele para ouvir as novidades.

 

 

 

 

Qual o segmento musical que você tocava no inicio?

 

R: Eu comecei tocando Flash House e depois migrei para o Drum N Bass.

 

 

 

 

Atualmente você toca Drum Bass, e diga-se de passagem, “gosta de soltar só as cabeçudas na pista“(risos). Qual a linha que você segue?

 

R: Gosto de seguir a linha mais calma que o Liquid, mas depende muito da resposta da pista.  Começo na moral, depois vou subindo para as mais energéticas.

 

 

 

 

 Em quais casas noturnas e projetos você fez parte durante toda a sua trajetória na noite?

 

                                                                             

R: Já toquei em muitos lugares, principalmente na Zona Leste. Me lembrar de todos , é um pouco difícil ,“O cérebro tem q pegar no tranco"(risos).

 

Alguns dos  projetos que já toquei : TENDENCE (do qual fazia parte da Crew), INSANE, NÚCLEO (do nosso amigo Tutu), LÍQUID (do antigo Maloka Dub), SUBSONIC (do Fábio Rise), ELFUSION, MANIFESTO ELETRÔNICO, PARADA KARDíAKA, OZONE, CONTRATTACK, ELETRONIC PARTY, OSCILATTION, INFARTO, PROELEM (do Beto e Magno), ELETRONIC ZONE E E.VISION.

 

 

 

 

Quais artistas do segmento de D&B você se identifica e o que não pode faltar no seu set?

 

R:  Acho que não tenho artista preferido, gosto de todos. Alguns dos discos que não podem faltar: CALIBRE, MARCUS INTALEX, DILLINJA e DJ ZINC.

 

 

 

Você “ Aposentou as Chuteiras “ durante um período.  Por qual motivo você resolveu tomar essa decisão?

 

R:  O motivo foi para eu centralizar os pensamentos e focar no que eu realmente queria para minha vida.

Esse tempo fora da cabine, serviu  para  eu observar e filtrar o que valia ou não a pena e se tudo de alguma forma compensou.

 

Acredito que a grande maioria dos DJs, passa por essa fase.

 

 

 

O que te fez repensar e retornar para as pistas?

 

R: Foi através de um amigo de longa data, que acreditou em mim e me deu a chance de fazer tudo diferente, mostrando o caminho certo a ser seguido.

Com isso, tive a chance de voltar a fazer o que gosto, renasceu a vontade de estar tocando novamente.

Se não fosse por ele, não chegaria onde estou hoje. Agradeço a Deus por poder chama-lo de amigo, né senhor VALDIR SILVA!

 

 

 

Quais os planos e projetos musicais  para  o futuro?

 

R: Estou deixando as coisas acontecerem naturalmente ,“ O que tiver que ser, será”, pois Deus , sabe de todas as coisas.

 

 

 

 

Gostaria de deixar uma mensagem a alguém em especial?

 

R: Primeiramente a Deus,  por tudo que está acontecendo,por minha família, minha esposa que sempre “ Corre” comigo, a Crew da FORBASS, DIB e da SUNDAY LOKO pelas oportunidades e a todas as pessoas, DJs ou público em geral, que estão me apoiando e colam nas festas para fortalecer a cena.

 

Quero agradecer especialmente  a duas pessoas que fizeram muito por mim: VAGNER DA SILVA BORGES AKA DJ TIKKO, que me ensinou tudo que sei e ao meu irmão VALDIR SILVA AKA DJ VALL, por ter me apoiado e acreditado em mim. Se tudo isso está acontecendo ele teve grande participação nisso!

 

E a você, DEBBY por ter me dado a oportunidade dessa entrevista.

         

                                                                                           

                                                                                           Que Deus abençoe a todos............PEACE! ! ! !

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                                                 

                                                                                                         Confira fotos de alguns trabalhos!

 

 

 


 

 

Please reload